Mapping the Magazine

Tocam em múltiplos universos: história, design, sociologia, estudos de género, gestão, redes sociais, entre outros. Podem ser jornalísticas, institucionais, empresariais, formas de comunicação interna. As revistas são um universo polissémico e a Mapping the Magazine é a única conferência internacional que reúne investigadores de todos o mundo para debater este campo transdisciplinar e fascinante.

 

O programa está online e é quase impossível não haver pelo menos uma comunicação que toque o campo de estudos que os investigadores da CICANT trabalhem. É essa a magia dos Estudos de Revista.

Nesta 6ª edição, a primeira organizada por uma universidade portuguesa, é com alegria que informamos que contamos com um considerável número de investigadores portugueses, entre os quais três do CICANT. A Mapping the Magazine é uma conferência restrita, sem sessões paralelas, o que significa que existe a possibilidade de assistir a tudo na íntegra, da primeira à última sessão.

Destacamos, ainda o Talking Circle. Acontece no final do segundo dia e vai debater de forma aberta o presente e o futuro dos Estudos de Revista com o intuito de estabelecer projetos e definir estratégias.

A língua oficial da conferência é o inglês e as inscrições como “Attendee Only” ainda estão abertas. Mas só até 22 de junho.

Contamos convosco de 1 a 3 de julho e, até lá, acompanhem-nos nas redes sociais!

Mapping the Magazine 6

http://mappingthemagazine.org/

Facebook | Instagram | Twitter

Digital Media Summer Institute estreia online em julho

 Anote na agenda: Digital Media Summer Institute estreia online em julho

O Digital Media Summer Institute é um programa imersivo virtual de 4 dias, destinado ao desenvolvimento colaborativo de projetos de pesquisa. Os tópicos do evento são variados e abrangem desde Interação Humano-Computador (HCI) até Arte Computacional, através de Blockchain, Algogovernança, Machine Learning, Digital Fabrication e Visualização de Dados, sem esquecer a interseção entre arte e tecnologia.
Durante quatro dias muito intensos, um pequeno grupo de estudantes de doutoramento e investigadores selecionados terá a oportunidade única de trabalhar em seus projectos sob o olhar atento e a orientação de importantes pesquisadores internacionais: Denisa Kera, Massimo Menichinelli, Pedro M. Cruz e Sven Meyer.
A ser realizado entre 13 e 16 de julho, o evento também terá palestras abertas ao público (as palestras têm vagas limitadas e é necessário se inscrever com antecedência, exceto para os participantes do evento, que têm vaga garantida). Os responsáveis pelas ctalks serão Ben Stopher, Denisa Kera e Massimo Menichinelli.
Este evento é organizado pelo programa de doutoramento em Media Digitais, resultado de uma colaboração de mais de 10 anos entre a Universidade do Porto e a Universidade NOVA de Lisboa, através do NOVA FCSH e FCT.

Inscrições para participar do evento (bolsas estão disponíveis): https://digitalmedia.summerinstitute.pt
[Texto enviado pela organização]

12ª Conferência Comunicação e Jornalismo

Encontra-se na página de FB de CJ o vídeo com a gravação da 12ª Conferência Comunicação e Jornalismo, que decorreu esta manhã, 26 de maio, subordinada ao tema “Jornalismo em tempos de pandemia”. Contou com a presença dos jornalistas Ana França (Expresso) e João Pedro Mendonça (RTP – onde é também editor de Desporto).
A conferência foi assistida por mais de 100 alunos, dos 3 anos de CJ e do 3º ano de CCC/Jornalismo.
Enviamos link onde podem encontrar o post com o vídeo, para a divulgação que considerarem conveniente:

Quarta-feira | 25 MAR 2020 – 18H | Auditório Museu Coleção Berardo

Ressonâncias: corpo e cidade


                                                Daniel Tércio

Professor, ensaísta e crítico de dança, Daniel Tércio cursou Filosofia (UL), licenciou-se em Artes Plásticas (ESBAL), frequentou o Mestrado em História da Arte (UNL) e fez o Doutoramento em Dança (FMH). Integra a direção do INET-MD, coordenando o grupo de investigação sobre estudos da dança. É investigador responsável por projectos competitivos, e por programas de intercâmbio nomeadamente com a Universidade de Lille e com a Universidade Nice Sophia Antipolis, onde foi também professor convidado em 2012. Atualmente coordena o projeto Technologically Expanded Performance e tutela o repositório online Terpsicore.

Resumo

A ressonância pode ser encarada, não apenas como o mecanismo base de funcionamento do ouvido humano, mas também como modelo de geração de conhecimento. Enquanto a razão implica a disjunção entre sujeito e objeto, a ressonância envolve a sua conjunção, onde a razão exige separação e autonomia, a ressonância implica adjacência, empatia e o derrube da fronteira entre quem percebe e o que é percebido. Partindo da experiência do projecto Technologically Expanded Performance – projecto em curso numa parceria entre equipas multidisciplinares portuguesa e brasileira – serão considerados processos de ressonância entre os corpos e as cidades. Andar na cidade convida-nos a sentir as paisagens em termos de emaranhamento perceptivo, e desafia-nos a explorar as ressonâncias de/entre diferentes lugares do e no corpo.

Copyright © 2020 Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias,
All rights reserved. Universidade Lusófona 
Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias
Campo Grande 376, Lisboa, Portugal

Queres mudar a forma como recebes estes e-mails ?
Tu podes actualizar preferências da subscrição ou anular subscrição