Estreia do filme ‘Objectos Entre Nós’ de Júlio Alves que tem como protagonista o professor Bragança de Miranda.

Doclisboa18 – Culturgest – 19h

Na próxima sexta feira, 26 de Outubro, estreia o filme Objectos Entre Nós de Júlio Alves que tem como protagonista o professor Bragança de Miranda.

“De que modo a contemporaneidade pensa a objectualidade, o mundo dos objectos e das suas relações com os humanos? Os objectos estão entre nós, estamos ligados a eles, falam; criamo-los, mas também somos por eles criados; afectam-nos, povoam o nosso imaginário, participam na nossa memória, criam connosco a comunidade que somos. José Bragança de Miranda convoca uma colecção particular de objetos para esta reflexão.”

Fica o link do festival onde podem ver um teaser sobre o filme.

17 de Outubro – Conferência “O som como vibração da vida”, por Jonas Runa

Quarta-feira | 17 de Outubro
Auditório do Museu Colecção Berardo | 18 h Entrada Livre Livre

Abstract

O som tem um potencial imenso para a pesquisa científica e artística, revelando conexões profundas tanto à física fundamental quanto à psique humana.

Nesta conferencia, serão abordadas, de forma anárquica:

  1. as relações entre o som como entidade científica e o som enquanto percepção
  2. exploração das consequências da autonomia do Ruído
  3. as fronteiras entre a computabilidade e a criatividade na música electrónica de arte, do ponto de vista da Artistic Research*.

Os três problemas são pistas que permitem, finalmente, chegar à interpretação da consciência como a música da natureza, e esboçar um conceito da filosofia da música desenvolvido em colaboração com o musicólogo Jorge Lima Barreto – a Energia Musical Irrealizada.

* Artistic research: Pesquisa interdisciplinar, englobando ciência, técnica, teoria e/ou tecnologia, que assenta na criação artística do próprio autor; Música como arte-ciência.

Conferencista

João Manuel Marques Carrilho (JONAS RUNA) é Compositor e Investigador.

Doutorado em ciência e tecnologia das artes,
Professor Universitário – Ciência e tecnologia do som/Universidade Lusófona.

As suas obras foram apresentadas no Museo Guggenheim Bilbao, na 55ª e 56ª Bienal de Veneza, no 798 Art District (Pequim), no ARoS Aarhus Kunstmuseum, na Galerie Scheffel (Frankfurt), na Logos Foundation (Ghent), no Museo de Arte Contemporáneo (Santiago do Chile), no Théâtre de la Ville (Paris), no Arnold Schoenberg Hall (Haia), na Fundação Calouste Gulbenkian (Lisboa) e na Casa da Música (Porto), entre outros.

Criou, com Jorge Lima Barreto, o duo Zul Zelub, para piano e música electrónica de arte.