Comunicação e Jornalismo faz dez anos

Na próxima quinta-feira, 16 de novembro, a partir das 10.00, no Auditório Agostinho da Silva, assinalamos os primeiros dez anos da Licenciatura em Comunicação e Jornalismo do Departamento de Ciências da Comunicação.

Vamos ter connosco os anteriores diretores do Curso de Comunicação e Jornalismo, os jornalistas António José Teixeira e Fernando Correia. E retomam-se as conferências “Comunicação e Jornalismo no séc. XXI” com as jornalistas Ana Patrícia Carvalho (SIC), Catarina Marques Rodrigues (RTP) e Sibila Lind (Público), que vão discutir a questão “Jornalismo: Profissão ou Paixão?”.

À tarde, quatro diplomados em Comunicação e Jornalismo regressam à Lusófona para contarem o que aconteceu depois de terem terminado o Curso.

A entrada é livre.

Professor Jorge Correia Jesuino recebe Honoris Causa na Grécia

No passado dia 01 de Novembro, o Professor do Departamento de Ciências da Comunicação da ECATI e diretor do 2º ciclo em Comunicação nas Organizações, recebeu o título de Doutor Honoris Causa atribuído pela Universidade Panteion de Ciências Sociais e Politicas, em Atenas.

Não é a primeira vez que o valor Cientifico do trabalho do Professor Jorge Correia Jesuino é reconhecido. Em 2008, a Universidade Federal de Paraíba no Brasil concedeu-lhe igual título em reconhecimento do trabalho de intercâmbio desenvolvido.

O título de Doutor Honoris Causa é atribuído a quem se destaque através do saber e atuação nas áreas das artes e ciências.

Parabéns ao nosso professor!

Conferência – Prof. Doutora Cláudia Álvares

‘A Mediatização do Radicalismo: A Audiência Imaginada dos Vídeos de Propaganda do Estado Islâmico’ é o título da conferência a ser proferida pela Prof. Doutora Cláudia Álvares, dia 26 de outubro, às 18H00m no Auditório Pessoa Vaz, na Universidade Lusófona.

A Mediatização do Radicalismo: A Audiência Imaginada dos Vídeos de Propaganda do Estado Islâmico

Pretende analisar-se a propaganda visual da agência al-Hayat, organização oficial do Estado Islâmico, de modo a traçar as estratégias visuais e verbais de recrutamento dirigidas a uma audiência imaginada.

Depois de se identificar temas-chave em sete vídeos da agência al-Hayat, proceder-se-á a uma análise dos enquadramentos dos conteúdos.

Esta análise assenta no modelo dialógico, pressupondo que os vídeos indicam aquilo que a audiência imaginada ‘deve sentir’ ao se lhe apresentar os temas-chave em termos positivos ou negativos.

Uma estrutura profundamente dicotómica de ‘ingroup’ e ‘outgroup’  fornece o pano de fundo para o enquadramento de determinados temas-chave nos vídeos visionados, servindo como justificação para a Jihad, ou Guerra Santa, mediante a evocação de estratégias de interpelação baseadas na emoção e no imperativo moral.

Cláudia Álvares – Investigadora Principal, nos últimos anos, de três projectos de investigação financiados pela FCT e investigadora de dois projectos internacionais de consórcio, Cláudia Álvares tem sido, desde 2014, membro do painel de avaliação do European Research Council Starting Grants in the Social Sciences and the Humanities.

Foi eleita presidente da European Communication Research and Education Association (ECREA) para o mandato 2012-2016, tendo sido editora da colectânea Routledge Studies in European Communication Research and Education.

Entre as suas publicações principais encontram-se Media in Europe: New Questions for Research and Policy (co-authoria, 2014), Gendered Transformations: Theory and Practices on Gender and Media (co-autoria, 2010), Teorias e Práticas dos Media: Situando o Local no Global (org. conjunta, 2010), Representing Culture: Essays on Identity, Visuality and Technology (org., 2008), Humanism after Colonialism (2006).

Os seus artigos peer-review mais recentes foram publicados nas revistas European Journal of Communication, International Commmunication Gazette, Javnost – The Public e The International Journal of Iberian Studies.

Doutorada pela Goldsmith’s College, University of London (2001), é professora associada na Universidade Lusófona (Lisboa) e docente convidada do Doutoramento em Ciências da Comunicação do ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa.