Que número é este?

A Fundação Francisco Manuel dos Santos foi criada em 2009 com o intuito de promover e aprofundar o conhecimento da realidade portuguesa através do debate livre e independente.

Esta missão de estudo, pensamento e divulgação materializa-se, entre outras iniciativas, na atividade editorial da Fundação: livros que analisam, retratam ou interpretam assuntos que estão na agenda da sociedade.

A Fundação pretende, assim, dar o seu contributo para a criação de um público leitor, interessado e curioso, que se sinta parte de uma comunidade cada vez mais informada, conhecedora e capaz de agir para a mudança.

Os números devem ser interrogados. Sem isso não passam de uma sucessão inexpressiva de algarismos e de uma potencial fonte de equívocos. Partindo desta premissa, a Fundação Francisco Manuel dos Santos publicou o seu último livro, intitulado Que número é este?

Um guia sobre estatísticas para jornalistas, da autoria de Ricardo Garcia, Maria João Valente Rosa e Luísa Barbosa. Ao longo de quatro capítulos, os leitores podem aprofundar as suas competências básicas de estatística, tais como o cálculo de percentagens ou a diferença entre proporção e rácio.

Escrever sobre estatísticas não é escrever sobre matemática. Vejamos um exemplo concreto:

Ninguém se casou em Odivelas em 2015. Vivem no concelho cerca de 150.000 pessoas, a sua população é mais jovem do que a média nacional, estão lá todos os ingredientes para que centenas de casais por ano deem o nó. Porém, nada.

Se não questionássemos os números ficaríamos com a perceção errada de que em 2015 não houve casamentos em Odivelas. Mas a explicação é simples: uma das formas de contabilizar os casamentos tem em conta o local em que o matrimónio é registado e não o local onde o casal reside.

Acontece que em Odivelas não há Conservatória de Registo Civil.

Este manual visa facilitar o dia-a-dia de jornalistas e demais interessados em escrever sobre a sociedade em que vivemos, recorrendo a dados numéricos.

Como referem os autores no prólogo da obra: “Este é um guia pensado para estar no ambiente de trabalho do computador de qualquer jornalista. É um manual de consulta rápida, para quando surge uma dúvida, mas também se presta a uma leitura mais alongada”.