• Início
  • Notícias
  • TÁTICAS DAS CAMPANHAS ELEITORAIS ou como os líderes e as máquinas partidárias definem estratégias para o combate político

TÁTICAS DAS CAMPANHAS ELEITORAIS ou como os líderes e as máquinas partidárias definem estratégias para o combate político

29 de Outubro de 2015 (quinta-feira), às 10h no auditório da Biblioteca Vítor Sá, da Universidade Lusófona de Lisboa

“Táticas das campanhas eleitorais – ou como os líderes e as máquinas partidárias definem estratégias para o combate político” é o tema do debate a realizar no dia 29 de Outubro de 2015 (quinta-feira), às 10h no auditório da Biblioteca Vítor Sá, da Universidade Lusófona de Lisboa.

O jornalista Gonçalo Bordalo Pinheiro e o consultor político João Tocha são os oradores do encontro.

A análise e comentário das intervenções estarão a cargo de Helena Garrido, jornalista e docente da ULHT.

Este encontro surge no âmbito da disciplina de Política e Comunicação, do Curso de Ciências da Comunicação e Cultura, mas destina-se a todos os alunos da Universidade e todos quantos queiram assistir e participar.

Com o objetivo de proporcionar aos alunos o contacto com a realidade política e comunicacional nas suas várias vertentes, o Departamento de Ciências da Comunicação não pode deixar de aproveitar a oportunidade do recente ato eleitoral para suscitar a reflexão e o debate sobre as estratégias comunicacionais seguidas nas campanhas pelos vários partidos políticos e seus eventuais efeitos nos resultados eleitorais.

Num momento em que ocorre na sociedade portuguesa uma profunda reflexão sobre o significado dos resultados das recentes eleições legislativas, trata-se de dar a palavra a quem conhece os bastidores das campanhas partidárias, seja na organização e estruturação da imagem dos líderes e suas organizações partidárias, seja na cobertura jornalística dos atos de campanha.

As experiências de João Tocha, como consultor político de várias campanhas eleitorais e de Gonçalo Bordalo Pinheiro, enquanto jornalista político e co-autor da obra A Máquina do Poder – os bastidores dos três maiores partidos políticos em campanha: PS, PSD e CDS (2014), constituem fontes de conhecimento para uma melhor compreensão das opções, dos discursos, da teatralização da luta partidária, da forma como os cidadãos são influenciados no momento de concretizar o voto.

Às intervenções de João Tocha e de Gonçalo Bordalo Pinheiro e aos comentários de Helena Garrido seguir-se-á um debate com a audiência, moderado por Helena Mendonça, jornalista e docente do Departamento de Ciências da Comunicação da ULHT.