Author Archive

CALL FOR CHAPTERS -Examining the Phenomenon of Political Humor

Official site

Editor: Constantino Pereira Martins

Indexing Keywords

Humor; Politics; White House; White House Correspondents’ Dinner

Introduction to the Subject Area

Humor is a complex subject with various derivations that lives at the present in a gracious state. From movies to television, from Arts to Politics, being funny and having a sense of humor as become a key subject to understanding the historical momentum. Addressing specifically the event “White House Correspondents’ Dinner” we aim to explore all the phenomenological and political implications of this exemplar case-study. This means historical, philosophical, political, rhetorical and media perspectives are welcomed to fully understand the importance of having politicians laughing at themselves, among them and at each other, by them and by others. This sui generis event, between kings, court and jesters, anchored in both offense and defense rhetorical strategies (or simultaneous), is undoubtedly one of the most incongruous and relevant events of social and political order worldwide. We hope to highlight that singularity.

In general terms, the book will try to establish a collection of academic essays that aims to cover different areas and forms of access to the topic, in the attempt of showing the complexity of a phenomenon that is part of everyone’s daily life through television mainly but that has massive political implications and can uncover and reveal one of the oldest relation in politics: of humor and power.

Overall Objectives and Mission

The concept of Humor and its relation to Politics is something of daily use but that has not been addressed in terms of its multiplicity in the academic field regarding a specific event that as both historical and philosophical layers blended in a political happening. It’s a general concept that has multiple access doors that we intend to bring to the general public, and specifically to the academic one, in a systematic and condensed proposal that could be a referential title for those who wish to study this concept. In a certain sense the idea is to transform this book in a mandatory starting point of study. From Philosophy to Politics and Media, starting in Psychology and dealing with political communication agenda problems, the general goal would be to give the readers a broader perspective of the topic.

Scholarly Value, Potential Contribution/ Impact, and Purpose

Since there is nothing published that one could compare, this book would constitute a reference title in terms of academic research. The book could most probably become one of those titles that would easily become a reference title in any academic research in the concept area due to its transversality and academic potential.

There is also a potential of partnerships to be build towards the White House, the White House Correspondents’ Dinner archives ( that can allow scholars to a more historical perspective and even towards the methodology for ex: pre and post 9/11, regarding different President timelines, etc.), among others, that can greatly contribute to the certain success of this book.

Potential Uses/Intended Audience

  • Academic community; students, teachers, researchers
  • Political and Media, Marketing community
  • Aesthetic community

Tentative Project Timetable

8‐11 month development period (publication release date within approximately 12‐14 months)

Prémios Lusófonos da Criatividade

No próximo dia 19 de Dezembro, pelas 18h00, decorrerá no HOOD (em Lisboa) a Cerimónia de Entrega dos Prémios Lusófonos da Criatividade, os mais antigos prémios de publicidade em Portugal destinado aos países de Língua Oficial Portuguesa.

Como já é costume, a entrada será gratuita e aberta a todos os que queiram participar.

A anteceder a entrega de prémios, temos o prazer de anunciar que existirá uma conferência subordinada ao tema “A transformação digital das marcas e a transformação nas agências”.

A moderação estará a cargo do publicitário João Gomes de Almeida, CCO da 004 e Coordenador da Academia de Criatividade da FLAG.

Pelas marcas teremos a presença de Inês Condeço, Diretora de Marketing da FNAC e de Rita Nabeiro, CEO da Adega Mayor.

Já as agências estarão representadas por Edson Atahyde, CEO e CCO da FCB Lisboa e por Pedro Graça, CEO da Havas. Por fim, a Accenture Interactive estará representada pelo seu quadro internacional José António Gonçalves, que atualmente é o Experience Architect Lead da rede.

Gostávamos muito de contar com a presença dos estudantes de comunicação do nosso país, sendo que consideramos que este evento é uma oportunidade de formação e de estabelecer uma rede de contactos com as empresas da nossa área.

Texto enviado pela organização do evento

Mário Mesquita eleito vice-presidente da ERC

Professor de jornalismo do Departamento de Ciências da Comunicação da Lusófona há mais de 20 anos, Mário Mesquita acaba de ser eleito vice-presidente da Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERC).

O jornalista e fundador do PS nascido nos Açores, radicou-se em Lisboa aos 17 anos, onde ingressou no jornal República. Em 1976, com 25 anos, tornou-se diretor-adjunto do Diário de Notícias, passando a diretor do jornal em 1978, cargo que exerceu até 1986.

Dirigiu também o Diário de Lisboa entre 1989 e 1990. No início da sua carreira, foi deputado à Assembleia Constituinte e o principal responsável pelos artigos sobre Comunicação Social da Constituição Portuguesa.

Com dezenas de livros e artigos publicados nas áreas da Comunicação e do Jornalismo, entre os quais a emblemática obra O Quarto Equívoco – O Poder dos Media na Sociedade Contemporânea, é professor de jornalismo na Lusófona desde a fundação da licenciatura em Ciências da Comunicação e da Cultura, que está na base da ECATI, a maior Escola da Universidade. Nesta licenciatura, coordenou a área de jornalismo e para a ECATI, desenhou também o plano de estudos original da licenciatura em Comunicação e Jornalismo.

A tomada de posse na ERC deve acontecer até ao final do ano.

Arquivo, testemunho e profanação – Conferência por Pedro Lapa

Quarta-feira, 13 de dezembro | 18h00 | Auditório do Museu.
Entrada gratuita, sujeita ao número de lugares disponíveis.

Desde 2005 que Carla Filipe começou a construir um arquivo sobre os caminhos de ferro que serviu de base ao seu trabalho.

Com a exposição da cauda à cabeça, 2014, os seus arquivos e outros, que convoca ou pede emprestados, são reunidos por um meio sobre o qual a artista também trabalha a própria exposição.

Estes arquivos não operam uma determinação da sua discursividade, muito pelo contrário. Ela imiscui-se nos seus interstícios para suscitar interrogações sobre as suas ausências. Os seus arquivos são deste modo submetidos a contínuas interrogações, pelo que não espanta que muitos documentos retornem no curso dos diversos trabalhos e que estes se construam como redes que se sobrepõem com sucessivas reatualizações e considerações sobre si mesmos.

É sobre a memória recente de uma exposição sobre muitas memórias que esta conferência se debruça.

Pedro Lapa é professor auxiliar da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Foi diretor artístico do Museu Coleção Berardo entre 2011 e 2017 e, anteriormente, do Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado.

É autor de muitas publicações no domínio da arte moderna e contemporânea, de entre as mais recentes destacam-se Joaquim Rodrigo – a contínua reinvenção da pintura, 2016; História e Interregnum. Três obras de Stan Douglas, 2015.

Apresentada no âmbito do VII Ciclo de Conferências Internacionais sobre Arte, História e Pensamento, organizado pela Escola de Comunicação, Artes e Tecnologias de Informação da Univ. Lusófona, em conjunto com o Museu Coleção Berardo.